leis-de-termodinamica

Você se indagou (sendo mero mortal) quando iria utilizar na vida alguma das leis de física ao seu favor! E muitas vezes analisando seu rumo profissional algumas especialidades nem pensam na física, nem passam perto dela. Mais mesmo assim você prestou atenção na aula (porque precisava de nota) e aprendeu a bendita lei e levou por muitos anos em algum lugar do seu celebro mesmo sem saber quando precisaria.

Até que um belo dia você adquire um Mac da Apple e percebe que o mesmo esquenta até com um simples “bloco de notas” (só notas no OS X) aberto e já começa a se preocupar com o dinheiro a ser gasto em uma manutenção por superaquecimento o que lhe leva a investir em mesas de apoio com ventoinhas de alta potencia para ajudar a dissipar o calor e que na maioria das vezes não será suficiente para resfriar de forma correta.

Até que você analisando de onde mais se origina o calor (como pode ser visto na foto abaixo) resolve tentar algo diferente e não tão inovador tal como atraente para economizar no investimento contra prejuízos com uma simples MOEDA. É acredite! Uma moeda. Mais não qualquer moeda, uma moeda de cobre japonesa.

leis-de-termodinamica-2

Uma simples moeda japonesa de cobre (de 10 yan cada) quando colocada em conjunto em áreas de calor compartilha do calor gerado ajudando-o a dissipar pelo ambiente. Como? Pela termodinâmica. Segundo a lei “Qualquer sistema físico, seja ele capaz ou não de trocar energia e matéria com o ambiente, tenderá a atingir um estado de equilíbrio, que pode ser descrito pela especificação de suas propriedades, como pressão, temperatura ou composição química.”

E essa “gambiarra” que realmente funciona mesmo não sendo a mais recomenda inclusive foi usada por um internauta intitulado de @akinori_suzuki no Twitter através de um post onde ele contou suas experiências e seus resultados.

leis-de-termodinamica-3

Após relatar sua façanha outros internautas também revelaram que aderiram a prática e que mesmo a técnica não sendo comprovada em estudos os resultados foram bem animadores.

Via Science Alert

Comente na NET: